quarta-feira, 8 de abril de 2009

Povo Santo e Pecador!

Normalmente as pessoas chegam esgotadas do trabalho. Hoje cheguei muito mais que o normal, com a cabeça em chamas, com o coração melancólico...mil pensamentos convergindo para um único ponto que não comportava uma vírgula sequer. Trechos da música "Zé Ninguém" do Biquíni Cavadão ecoavam em meus pensamentos: "Eu não sou ministro, eu não sou magnata
Eu sou do povo, eu sou um Zé Ninguém
Aqui embaixo, as leis são diferentes..."

Estresse total...desgaste...frustração...tristeza e indignação com o "bicho homem", pois é, o termo bicho vem bem a calhar com o que estou sentindo. Sei o quanto meu trabalho é estressante e o quanto é desmerecido, contudo, nem por isso desisto dele e você que lê este texto agora pode se enquadrar na lista daqueles que, como eu, também fazem parte das profissões mais estressantes e desvalorizadas do planeta, por isso não me queixo tanto, já tive outros empregos e sei que sempre haverá obstáculos onde quer que estejamos, afinal, o "bicho homem" é o mesmo em todo lugar ou não?

E, além do estresse rotineiro a que somos submetidos, alguns fazem questão de tornar a vida mais complicada, ora descambando contigo no melhor dos barracos, ora fazendo ameaças psicológicas num tom velado, numa classe de dar inveja a qualquer lorde inglês, isso tudo no intuito de realizarem seus desejos tais quais imaginavam. Onde entro nesta história? Ah! Sim...sou a personificação de uma minúscula parte da megaengrenagem brasileira chamada
BUR(R)OCRACIA! Aquela sem boa vontade que só quer dificultar a vida dos que precisam...

Sinto-me consternada com os problemas alheios e faço das tripas coração para resolver da melhor forma dentro das regras que me são impostas e, antes que alguém diga: não concordo com o famoso "jeitinho" para solucionar tudo, pois, embora não pareça, é através do jeitinho que a corrupção começa. Pensamos em corrupção quanto a grandes desfalques, porém, pequenas ações ilícitas funcionam para manter e proliferar, sorrateiramente, atitudes maiores.

Claro que reconheço aqueles que agradecem, aliás, bem poucos, tanto que quando alguém é cortês de verdade chego a ficar sem palavras...nessas horas acredito novamente na humanidade, nesse "povo santo" que está em busca de algo maior.

O título é frase do Padre Lauri que, com seu sorriso faceiro e suas passadas largas do altar até os fundos da capela nas celebrações, olhos nos olhos dos fiéis, sempre ressaltava esta dubiedade humana: santidade e pecado. Através dessa frase eu reconhecia em mim os defeitos que levariam ao inferno e as virtudes que levariam ao céu. Logicamente estou a resumir conceitos teológicos minuciosa e exaustivamente esclarecidos nas muitas e muitas homilias do amigo e conselheiro referido.
Fonte de imagem: Google

6 comentários:

€ster disse...

Querida amiga!

Li com atenção seu comovente texto,
sim, comovente porque é tão humano! tão parecido comigo, com o Zés e as Marias de todo o mundo,

sua lucidez é uma característica que gosto muito, é visível em seus textos,
identifiquei-me rapidamente com suas emoções descrevendo o que chama de trabalho estressante,

espero que ao descrever seu conflito interno, tenha exorcisado o estresse para bem longe,

Deixo com vc uma gotinha de um remédio que é infalível, uso sempre nesses momentos:

Isaías 118:5-6 - "Na minha angústia clamei ao Senhor, e o Ele me respondeu, dando-me ampla liberdade. O Senhor está comigo, não temerei o que me podem fazer os homens."


bjs,

disse...

Olá amiga Esther! Que lindas palavras! De fato tenho sentido que escrever com mais frequência tem, de certo modo, exorcisado meus males sim. Procuro expor o que penso ou sinto no sentido de mais contribuir em nosso crescimento, além do desabafo. E, muito obrigada pela "gotinha de um remédio infalível" porque é ela que tem curado chagas assim. Bjins e até!

€ster disse...

Ola amiga,

sou eu de novo, agora para desejar-lhe uma feliz verdadeira Páscoa!!


bjs,

disse...

Oi Esther! Obrigada! Com o mesmo carinho retribuo a você e a sua família uma FELIZ PÁSCOA recheada de VIDA NOVA!Bjins e até mais!

Cristiane Marino disse...

Oi Jô!

Gosto do seu jeito de escrever, vai direto ao ponto sem chorumelas rs, doa a quem doer, quem não quer "ouvir" que não leia não é? Aqui a gente não encontra nada morno, ou é ou não é...é isso aí uhu! dali joelmaaaaaa...
Estou vivendo um momento glorioso do meu trabalho, você sabe né, segundo semestre é que o bicho pega lá, mas ainda assim não se compara num certo lugar que trabalhei e nisso me identifiquei com o texto. Seu tema é muito popular muitas pessoas devem se identificar justamente por esse fato.
Que Deus a abençõe muito que a cada dia você encontre um motivo a mais para lutar e enfrentar todos os problemas diários e que aos poucos de problemas eles virem apenas desafios, transformando sua vida ainda mais interessante!
Grande beijo te admiro muitooooo

disse...

Olá sobrinhamiga!rs...que bom eu ler coisas assim, saber de que modo o texto "bateu" nos leitores amigos, fico contente. Há coisas que eu nem imaginava atingir e, de repente, cá está um comentário que diz algo do tipo "vai direto ao ponto sem chorumelas" e eu, que me acho prolixa, às vezes, consigo sintetizar? Ao menos para você foi o que pareceu,não é? Gosto de escrever, porém, sei da importância de ser sucinta. Obrigada pelos elogios, de coração! Bjins e até mais!